Home >> Destaque >> PF cumpre 62 mandados judiciais contra fraude no Enem, diz delegado

PF cumpre 62 mandados judiciais contra fraude no Enem, diz delegado

Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Passe Fácil neste domingo (12) para investigar fraudes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O delegado da PF, Franco Perazzoni, informou que foram cumpridos 62 mandados judiciais, sendo 31 de busca e apreensão e 31 de condução coercitiva, todos os alvos eram candidatos.

PF cumpre 62 mandados judiciais contra fraude no Enem, diz delegado

Operação Passe Fácil é realizada em 13 estados

PF cumpre 62 mandados judiciais contra fraude no Enem, diz delegado
Notícias ao Minuto Brasil

HÁ 1 HORA POR NOTÍCIAS AO MINUTO

BRASIL OPERAÇÃO PASSE FÁCIL

APolícia Federal (PF) deflagrou a Operação Passe Fácil neste domingo (12) para investigar fraudes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O delegado da PF, Franco Perazzoni, informou que foram cumpridos 62 mandados judiciais, sendo 31 de busca e apreensão e 31 de condução coercitiva, todos os alvos eram candidatos.

Segundo o delegado, os mandados são relacionados a pessoas suspeitas de fraudarem em edições anteriores do Enem e que também compareceram para fazer a prova neste ano. “Identificamos pessoas sob suspeita de terem fraudado e estão próximas de serem indiciadas. Então, sabendo que estariam fazendo a prova nesse ano, agimos no sentido de garantir que elas sejam punidas e evitar novas fraudes”, explicou.

A operação foi realizada em 13 estados: Pernambuco, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Piauí, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

“Hoje é uma operação em que a gente apreende materiais eletrônicos, faz oitivas e, a partir daí, as investigações têm continuidade. Em princípio, incluem tanto pilotos [que realizam as provas e passam os gabaritos] quanto beneficiários”, informou o delegado.

Sobre Notícias ao Minuto

Notícias ao Minuto

Veja Também

Dois homens são encontrados mortos em São Gonçalo

Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) investigam a morte ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.