Home >> Destaque >> Preso no Uruguai, doleiro de Cabral volta ao RJ e deve fazer delação

Preso no Uruguai, doleiro de Cabral volta ao RJ e deve fazer delação

doleiro brasileiro Vinícius Vieira Barreto Claret, o “Juca Bala”, apontado como um dos operadores financeiros do esquema montado por Sérgio Cabral, ex-governador do Rio, chega à capital fluminense esta semana.

Preso no Uruguai, a mando da polícia brasileira, ele teve a extradição decretada pela Justiça daquele país. Seu nome surgiu nas investigações da operação Calicute, braço da Lava Jato no Rio, após os depoimentos dos irmãos Renato e Marcelo Chebar, que fecharam acordo de colaboração premiada.

Segundo eles, quando o esquema de propina de Cabral ficou muito grande, Juca Bala foi acionado para atuar na lavagem de dinheiro.

A volta do doleiro ao país levanta especulações sobre uma possível delação, que poderia dar aos investigadores acesso à lista de clientes que drenaram, nos últimos anos, dinheiro de origem suspeita do Brasil para os paraísos fiscais, estaria mais próximo.

“Num primeiro momento, ambos estavam com medo de retornar ao Brasil porque existia muita confusão sobre qual foi o verdadeiro papel de meus clientes nessa história”, disse o advogado de Juca, o uruguaio Juan Fagundez.

Ele usou o plural para se referir ao sócio do doleiro, identificado como Cláudio Fernando Barbosa, o “Tony”, que também foi preso em Punta del Este.

No Brasil, Juca Bala seguirá para a penitenciária de Benfica, Zona Norte da capital fluminense.

Sobre Notícias ao Minuto

Notícias ao Minuto

Veja Também

Confronto com a PM termina com 2 mortos e apreensão de armas e drogas no J. Catarina

Na manhã deste domingo  (14), Policiais Militares do batalhão de São Gonçalo  (7°BPM) realizaram uma ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.