Home >> Cotidiano >> Procon Estadual fiscaliza papelarias de São Gonçalo e Niterói
Divulgação / Procon RJ

Procon Estadual fiscaliza papelarias de São Gonçalo e Niterói

Desta vez a ação, que tem o objetivo de
fiscalizar papelarias, vistoriou 11 estabelecimentos em Niterói e São
Gonçalo. No total, sete apresentaram irregularidades e destas, cinco foram
notificadas e duas autuadas.

O problema mais encontrado foi a ausência de preços nos produtos expostos à
venda, obrigando o consumidor a solicitar informações dos vendedores sobre
eles. Foram seis papelarias vistoriadas com esta irregularidade. Em segundo
lugar ficou a ausência do certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros.
Com este problema, foram encontradas pelos fiscais cinco papelarias.

Quem apresentou mais irregularidades foi a Papelaria e Livraria Tid’s (Av.
Visconde de Rio Branco, 295, Centro- Niterói). Além das duas
irregularidades já apontadas, havia buracos no teto, expondo a fiação
elétrica. A loja, que foi uma das autuadas, tem um prazo de 15 dias para
consertar esta irregularidade. Caso isso não ocorra, ela poderá ser
interditada. Outro problema encontrado pelos fiscais se refere ao Livro de
Reclamações. Apesar dos funcionários da papelaria apresentarem o livro, ele
estava trancado em um cofre que apenas uma funcionária tem a chave. E ela
não se encontrava na loja quando os fiscais chegaram. O Livro de
Reclamações deve ficar em um local que possa ser apresentado aos clientes
sempre que um deles solicitá-lo.

Não foram encontradas irregularidades nos seguintes estabelecimentos: Art
Nit (Plaza Shopping, Centro, Niterói), Kalunga (Av. Pres. Kennedy, 425,
Centro, São Gonçalo), Caçula (Rua Capitão Juvenal Figueiredo, Km 10,
Colubandê, São Gonçalo), Kalunga (Shopping São Gonçalo), Papelaria São
Gonçalo (Travessa Zeferino Reis, 102, Neves).

Sobre Redação

Veja Também

Caetano Veloso tem carreta com instrumentos roubada na Bahia

A equipe do cantor Caetano Veloso divulgou nas redes sociais, no domingo (14), o roubo da ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.